Varejo: quem tem mais clientes vende mais?

Tempo de leitura: 1 minuto

Com a evolução tecnológica e a mudança nos hábitos de consumo das pessoas, sabemos que essa história de quem tem mais clientes, necessariamente vende mais, não é verdade.

Preço e qualidade continuam sendo itens obrigatórios para o consumidor da atualidade, mas a empresa precisa entender que o negócio dela não é o produto ou o serviço, é o cliente.

O boom das redes sociais trouxe à tona uma nova perspectiva de relações e o seu cliente espera criar vínculos com a marca. Essa característica foi intensificada pelo período de isolamento social imposto pela pandemia, pois a busca por atividades digitais, não só de compra, foram as mais viáveis por bastante tempo.

Um dos maiores desafios, hoje, para qualquer empresa é buscar esse vínculo, integrar aos seus ciclos de produção e à sua estratégia de negócios valores que vão além de precificação e promoção.

As pessoas querem se envolver com marcas que desenvolvam responsabilidade social e ambiental e que ofereça benefícios pela fidelização, brindes, facilidades etc. O cliente quer se sentir valorizado, quer ser mimado, bem tratado e bem atendido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *