Tire aqui suas principais dúvidas sobre o payback

Tempo de leitura: 6 minutos

Payback, grosso modo, é um sistema utilizado nas empresas para medir o prazo do retorno dos investimentos. Se você é proprietário de franquias, micro ou pequeno empreendedor do segmento varejista, essa métrica pode ser bastante útil e importante para a gestão de resultados e finanças do seu negócio.

No entanto, para não ter resultados errôneos, é preciso saber como calcular e administrar essa técnica. Pensando nisso, preparamos este post com as principais dúvidas que você pode ter sobre o payback. Continue lendo e aprenda, ainda, como calcular o seu!

O que é o payback?

Como saber se tenho retorno com os meus investimentos? Estou no positivo ou no negativo em minhas aplicações? Estou ganhando ou perdendo dinheiro? Essas e outras questões são respondidas, justamente, aplicando a técnica de cálculo do payback.

Em sua tradução para o português, payback significa “retorno” — e, como dito, é um sistema muito utilizado nas empresas de todos os portes para calcular os períodos em prazo de retorno dos investimentos, seja de projetos ou melhorias.

Para essa mensuração, são considerados e separados os períodos em dias, meses ou ano. Isso dependerá das suas metas e da maneira com que você administra os seus resultados.

Como ele funciona?

Assim como diversas métricas e técnicas de cálculo para a gestão das finanças do seu negócio, o payback não trabalha sozinho.

Como as considerações para cálculo dos indicadores são em dias, meses e ano, é inevitável que um indicador “encontre” com outro no momento das contabilizações. Sendo assim, o payback está relacionado ao TIR (Taxa Interna de Retorno), ao ROI (Retorno sobre Investimento) e ao VPL (Valor Presente Líquido).

Payback Simples

O payback simples é o cálculo com que você terá a base para analisar a viabilidade e possibilidades de um investimento.

Essa é a maneira mais simples da técnica, em que só é preciso considerar os valores do fluxo de caixa de todos os períodos. Entretanto, vale ressaltar que essa métrica não declara os valores referentes ao dinheiro no tempo.

Payback Descontado

O payback descontado, por sua vez, considera a taxa de desconto — que, geralmente, é a TMA (Taxa Mínima de Atratividade). Nesse sentido, os próximos fluxos de caixa também deverão ser descontados nessa taxa, considerando o período de cada fluxo. Além disso, com o payback descontado é possível descobrir quando o fluxo de caixa pagará pelos investimentos iniciais.

Quais são as suas vantagens?

Existem diversas formas de mensurar os resultados e o andamento da sua gestão, assim como dos resultados do seu empreendimento. No entanto, é preciso escolher o indicador — ou indicadores — que será usado no seu negócio, de acordo com as suas necessidades.

De fato, existem diversas vantagens que podem lhe atrair para o payback. A primeira delas é a facilidade de mensuração desse sistema, pois sua forma é muito fácil e simples de ser aplicada, até por aqueles que não têm conhecimentos aprofundados no quesito financeiro.

Com os resultados do payback, também é possível ter conhecimento sobre o risco do investimento ou projeto que você deseja realizar, já que essa métrica disponibiliza uma base sobre a liquidez.

Com tudo isso, você consegue ter mais segurança e assertividade nos processos e negócios da sua empresa.

E as desvantagens?

Apesar de facilitar muito a sua gestão financeira, o payback ainda pode apresentar alguns desfalques.

Um exemplo disso diz respeito os projetos que estão em andamento. As entradas do caixa não podem ser consideradas de forma linear. Com isso, os projetos terão um retorno além do esperado.

Outra desvantagem a ser comentada é que esse método só considera os fluxos recebidos em cada período — ou seja, os recebidos em outros períodos são indiferentes. Sendo assim, não é aconselhado usar o payback em projetos de longo prazo, já que ele não considera os fluxos de caixa do período de recuperação.

Como calcular o payback?

A fórmula básica para calcular o payback simples é:

payback = investimento inicial / ganho no período.

Vamos a um exemplo? Suponhamos que a sua empresa investiu R$ 60.000,00 em um projeto, considerando que você calcula o fluxo de caixa mensalmente e que ele foi de R$ 2.000,00. Com isso, o seu payback será de 30 meses, e você levará, em média, 2 anos e meio para ter um retorno.

Nesse caso, para calcular o payback descontado você deverá incluir a TMA. Sendo assim, a fórmula é:

VP (valor presente) = FC (fluxo de caixa) / 1 + TMA.

Como implementá-lo?

Para usar o payback corretamente, existem algumas medidas que devem ser tomadas na sua implementação para se ter mais precisão nos seus cálculos e sucesso no empreendimento. Confira algumas dessas dicas:

Atualize-se sempre

Para obter o valor correto do payback, você deve sempre atualizar as informações do seu fluxo de caixa — isso inclui despesas e ganhos. E essa atitude deve fazer parte da sua rotina de administração, pois não beneficia somente o seu cálculo de payback, mas sim todos os seus processos.

Faça relatórios

Ter completo conhecimento sobre como andam as finanças e o orçamento da sua empresa também é um requisito para a implementação do payback. Para isso, faça relatórios ou inventários referentes às despesas e receitas, inclusive para as previsões de expansão e investimentos.

Defina o período do seu payback

Para determinar o período em que payback deve ser colocado em prática, é necessário considerar as necessidades e o andamento da sua empresa. Esse intervalo de tempo pode ser de 6 meses, 1 ano ou 3 anos, por exemplo.

Tenha projetos realistas

Por fim, nem só de ganhos vive um empreendimento, não é mesmo? Assim sendo, não se esqueça de cogitar e considerar as perdas e prejuízos, além de só realizar investimentos em processos que a sua empresa comporte. Não mais, não menos que isso.

Bom, como vimos, quando bem empregado e utilizado nas situações adequadas e no momento pertinente, o payback é um ótimo aliado na sua administração. Basta verificar se ele cumprirá com as suas necessidades.

Agora, se você gostou deste post e precisa de ajuda na gestão financeira da sua empresa, entre em contato conosco! Será um prazer te ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *