Projeção de crescimento do mercado no Dia dos Namorados

Tempo de leitura: 1 minuto

Se o amor está no ar, ele também está nos hábitos de consumo do mercado. E a vontade de presentear a pessoa amada está aflorada neste inverno de 2022. Pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é prevista uma movimentação de R$ 1,65 bilhão feito pelos pombinhos, em torno de 2,5% a mais em relação ao ano passado.

Se concretizado, será o melhor desempenho em dois anos! Muito desse comportamento já vem sendo confirmado e tendenciado através de uma boa retomada do varejo em datas comemorativas, visto o desempenho dos Dias das Mães, com alta 18,1% neste ano em relação a 2021, e os feriados de Páscoa e

Tiradentes, com aumento de 20,5% em abril sobre o mesmo período do ano passado (dados do Índice Cielo de Varejo Ampliado).

O Dia dos Namorados costumeiramente é a terceira data mais lucrativa para o varejo, atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. A economia nacional, embora engatinhe para um fortalecimento frente ao cenário mundial econômico, geopolítico e sanitário, dá sinais de que o consumidor está disposto a se esforçar para manter certos padrões culturais que vão de valores sociais ao consumo.

Ainda sob essa óptica, vale ressaltar que o comportamento do mercado vem ganhando produtos mais direcionados e contextualizados com nichos antes subestimados ou pouco explorados, como produtos de sex shop ou peças de vestuários e assessórios para o público LGBTQIA+, cada vez mais ávidos e dispostos a consumirem algo exclusivo.

A boa dica é se preparar para este final de semana, que promete ser lucrativo, e se valer de vendas presenciais e não presenciais para que o cupido aponte para a prateleira de sua loja e dispare todo o amor do consumidor para suas ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *