Gestão de franquias: saiba como manter a organização

Tempo de leitura: 6 minutos

Todo franqueado deve entender que a marca de uma franquia não garante o sucesso de seu empreendimento. Ela contribui com o aumento do número de clientes, mas, além disso, é somente uma empresa como as outras, e a grande evidência dessa realidade é que muitos não conseguem levar seus negócios adiante por ausência de uma boa gestão de franquias.

Pensando nisso, é necessário investir em ferramentas de administração, gestão, logística e pessoal para garantir a sobrevivência desse empreendimento, e isso só pode ser alcançado com competência, empenho e muito trabalho.

Portanto, saiba neste post como manter uma gestão organizada. Acompanhe abaixo!

Conheça o mercado a fundo

Para uma melhor gestão de sua franquia, você precisa conhecer a fundo o segmento de mercado em que está situado, saber como funciona, monitorar os concorrentes e investir em ações que chamem a atenção do seu público-alvo.

Caso você seja um franqueado novato, que não possui vivência anterior com essa modalidade de negócio, é necessário fazer alguns cursos, dialogar com outros franqueados mais experientes e procurar se manter atualizado no seu ramo de atividade.

Ao adquirir um bom conhecimento, é possível tomar decisões mais assertivas e direcionar seus recursos corretamente, buscando os meios de gestão que possibilite entender melhor seu ramo de atuação e se destacar entre os concorrentes.

Mantenha-se alinhado com as políticas da franqueadora

Uma boa gestão de franquias é aquela que está alinhada com as orientações da marca franqueadora, como seu papel de atuação no mercado e seus valores (seu jeito de ser). Entendendo esses requisitos, você terá mais condições de usufruir da capacidade adquirida ao longo do tempo e implantar os procedimentos aprendidos para o sucesso de seu negócio.

Aproveite toda a assistência que a franqueadora oferece a fim de tornar sua administração menos problemática, garantindo um desempenho que faça jus ao empreendimento e permitindo um melhor relacionamento com os clientes.

Nunca se esqueça que é a franqueadora que dita como você deve proceder. Afinal, é preciso estar compatível com as demais unidades.

Conserve o padrão de qualidade

Para manter-se atuante no mercado, a franqueadora dispõe de uma qualidade padronizada que é a sua fórmula de sucesso. Portanto, é imprescindível que você siga esse padrão, conhecendo todos os produtos e serviços ofertados e garantindo ao seu público o mesmo modelo de atendimento das outras entidades.

Dentro de uma rede de franquias, cada uma possui a mesma ferramenta de trabalho, o mesmo veículo de divulgação/propaganda e o mesmo tipo de capacitação/treinamento. Buscar excelência na sua administração é a única maneira de fazer com que sua unidade garanta um lugar de destaque na rede ou traga novidades para aumentar a qualidade esperada pelos clientes.

Atualize os indicadores de desempenho (KPIs)

Como em qualquer negócio, uma sede de franqueados deve atualizar seus KPIs constantemente. Um requisito básico a fim de possuir uma boa gestão de franquias, requer o monitoramento contínuo dos resultados e a busca de procedimentos que possam trazer mais lucros para seu estabelecimento.

Acompanhar os indicadores permite fazer uma administração otimizada, conhecendo os processos que precisam de melhorias e as ações necessárias para atingir metas não alcançadas.

Os KPIs mais utilizados e efetivos são:

  • taxa de conversão: comparação entre propostas fechadas ou vendas concretizadas e propostas realizadas ou clientes interessados;
  • número de clientes novos: quantidade de novos entrantes que a sua franquia obtém;
  • volume de vendas: quantidade de vendas realizadas em um determinado período;
  • ticket médio: valor médio das vendas por consumidor;
  • payback: tempo passado entre o início do investimento e o momento no qual o lucro líquido arrecadado se iguala ao custo desse investimento;
  • ROI (Retorno Sobre o Investimento): quantidade de capital ganho (ou perdido) por meio de um valor investido;
  • faturamento: total de dinheiro recebido pelo estabelecimento/franquia em virtude de suas atividades em um determinado período. É fundamental para acompanhar o desenvolvimento dos negócios.

Esses dados possibilitam um melhor direcionamento dos rumos da empresa, como tomar decisões mais concretas, por exemplo.

Faça um gerenciamento financeiro eficiente

O gerenciamento financeiro deve ser feito constantemente para acompanhar de perto a saúde monetária da sua franquia, portanto, verifique o fluxo de caixa, elabore um planejamento estratégico e mantenha o controle de custos. Essas ações precisam ser executadas de maneira natural e rotineira, procurando sempre atingir os melhores índices com o intuito de obter os melhores resultados.

Além disso, é fundamental obedecer uma conduta essencial: jamais misture suas contas com as finanças da empresa. Dinheiros misturados podem implodir qualquer negócio.

Para não ficar perdido nos cálculos financeiros, disponha de ferramentas informatizadas para controle financeiro de sua franquia, preferencialmente o sistema oferecido pela marca. A automatização da gestão de franquias é essencial para um gerenciamento de sucesso.

Vale frisar que consultar ou contratar um profissional qualificado nesse assunto facilita muito esse processo.

Capacite e treine sua equipe

De nada adianta otimizar todos os processos se sua equipe não for devidamente capacitada para operar o sistema do seu empreendimento. Afinal de contas, o mercado, independente do ramo, renova-se frequentemente e é necessário esse acompanhamento.

Sua responsabilidade é atuar ativamente na capacitação e no treinamento de seus colaboradores, trazer novas ideias e implantá-las em seu negócio, sempre respeitando as regras da marca franqueada. Depois de um tempo determinado, avalie individualmente cada integrante da sua equipe para saber com mais clareza quais estão realmente qualificados.

Segmente sua carteira de clientes

Uma forma de conduzir melhor os produtos/serviços de uma franquia é classificar os clientes em grupos com características e necessidades similares: gênero, idade e renda são os exemplos mais comuns de segmentação. Sendo perfeitamente possível realizar esse afunilamento com ainda mais detalhes a fim de tornar sua estratégia de marketing mais assertiva.

Ofereça um bom atendimento

Com a revolução digital deste século, a cultura comportamental da sociedade sofreu grandes mudanças, graças à facilidade de conseguir informações, porém, as pessoas ficaram mais exigentes. Por esse motivo, ofereça um atendimento diferenciado (personalizado) para ganhar destaque e vencer a concorrência.

Os clientes de hoje são imediatistas, desejam ser compreendidos com facilidade e que suas necessidades sejam atendidas prontamente. Para isso, é importante mostrar as características e funcionalidades de seus produtos e serviços de maneira simples e objetiva a cada um deles. É dever de uma franquia conhecer o perfil de seu nicho de mercado bem como agradá-lo.

Treine seus atendentes para que atendam seu público com excelência e elabore um questionário de atendimento, para coletar o feedback dos clientes.

Com as informações explanadas ao longo desse artigo aplicadas na sua gestão de franquias, você certamente terá um estabelecimento mais organizado, eficiente e aumentará a visibilidade da marca franqueada.

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado você a entender um pouco mais sobre gestão de franquias. Aproveite para seguir nosso Linkedin e acompanhe nossa rotina de atividades e demais atualizações interessantes!

O Guia da Gestão de Franquias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *