Descubra tudo sobre 5 indicadores financeiros e suas importâncias

Tempo de leitura: 6 minutos

Você conhece e compreende a importância dos indicadores financeiros para o sucesso de um empreendimento? Muitos empreendedores possuem boas ideias e perseverança, mas acabam encontrando barreiras ao lidar com as finanças empresariais.

Fazer uma empresa prosperar é uma tarefa que exige múltiplas habilidades do gestor, dentre elas a capacidade de realizar uma gestão financeira eficiente e segura. Isso porque, qualquer negócio que não possui suas contas equilibradas, enfrentará dificuldades em se manter no mercado.

Pensando nisso, o post de hoje foi feito especialmente para lhe ajudar a entender melhor alguns indicadores financeiros e a visualizar como eles podem tornar o cotidiano corporativo mais seguro, contribuindo para o sucesso empresarial. Acompanhe!

Afinal, o que são indicadores financeiros?

Antes de falarmos isoladamente sobre cada indicador financeiro, torna-se importante compreender melhor esse conceito.

De maneira bem didática, indicadores financeiros são índices responsáveis por fornecer um diagnóstico sobre a situação financeira de uma empresa. Sendo assim, sua função é ajudar o gestor a acompanhar o desenvolvimento de seu negócio por meio de dados reais e seguros.

Ademais, serve como orientador para que possíveis investidores analisem a viabilidade de futuros investimentos na empresa, com base na saúde financeira do negócio.

Ou seja, estamos falando de índices de grande relevância no contexto empresarial. Já que todo negócio precisa manter uma base regular de demonstrativos financeiros para que consiga planejar ações e corrigir possíveis falhas de gerenciamento.

Nesse cenário, saber escolher os indicadores adequados ao seu negócio é de suma importância para o seu correto funcionamento. Para isso, tenha em mente que é preciso alinhar o indicador financeiro à estratégia de sua empresa, para que você não tenha em mãos apenas números aleatórios.

Indicadores financeiros: uma análise mais aprofundada

Agora que você já absorveu esse conceito adequadamente, podemos seguir com nosso post e lhe apresentar alguns dos principais indicadores financeiros existentes do mercado. Portanto, fique atento e veja como cada um deles pode aprimorar a gestão financeira de seu empreendimento.

1. Rentabilidade

A rentabilidade é um dos indicadores mais importantes para o gerenciamento financeiro de qualquer negócio. Isso porque ele que demonstrará qual o poder de retorno econômico o capital, que foi inicialmente investido na empresa, terá.

Para se chegar ao resultado, é necessário dividir o lucro da empresa pelo total do ativo. Desse modo, por exemplo, caso um negócio tenha investido R$10.000,00 e alcançado um lucro de R$1.500,00. A sua rentabilidade será de 15%.

Sem dúvidas, é um indicador de grande relevância. Por meio dele, o gestor poderá comparar a rentabilidade desse investimento com outros existentes no mercado e até mesmo com outras empresas do setor.

2. Lucratividade

A Lucratividade pode ser confundida com a Rentabilidade, caso não se conheça a fundo o seu real conceito. Entretanto, apesar dos termos se parecerem, uma empresa lucrativa nem sempre é rentável.

Inicialmente, para entendermos o que é lucratividade é importante saber o conceito de lucro. Lucro é aquilo que se obtém com as vendas, retirando-se custos, deduções, impostos e despesas em geral.

Desse modo, a lucratividade é um percentual que indica o que foi obtido por meio das vendas. Para mensurá-la, basta encontrar o lucro total e dividi-lo pelas vendas, multiplicando esse valor por 100.

Portanto, esse é um indicador financeiro que serve para analisar se as vendas são suficientes para cobrir os gastos e gerar bons lucros em um certo período. De outro modo, a Rentabilidade informa qual o retorno sobre o investimento a longo prazo.

3. Faturamento bruto

O faturamento bruto é outro indicador que deve ser acompanhado de perto em todo negócio, independentemente de seu porte. Isso porque, por meio dele, é possível se obter a quantia exata dos ganhos da empresa.

Por se tratar de um indicador bem simples, é amplamente utilizado pelas empresas. Afinal, é muito importante faturar para manter um negócio em perfeito funcionamento.

Por meio da análise desse número, o empreendedor é capaz de repensar estratégias caso esteja vendendo menos que o almejado. Ou seja, é essencial para que o empreendimento consiga se manter competitivo no mercado.

Além disso, toda organização precisa ter uma projeção futura de faturamento. Ter esse dado em mãos é importante para se definir qual a perspectiva de crescimento do negócio e traçar metas realistas a serem perseguidas.

4. Custos fixos

Todo empreendimento que pretende crescer de maneira ordenada precisa conhecer a fundo os custos fixos para sua operação. Trata-se de um dado essencial para que o planejamento estratégico seja realmente eficiente.

Mas, o que são os custos fixos? São aqueles que não variam, aqueles gastos que a empresa possui todos os meses independente do quanto venda. Ou seja, esses valores não oscilam diante da variação no faturamento da empresa.

Sendo assim, é possível entender o quanto é importante conhecer os custos fixos. Eles devem estar em um patamar de segurança para que não ultrapassem o faturamento e coloquem o negócio em má situação.

5. Nível de endividamento

O uso de capital externo para colocar um empreendimento em funcionamento é uma realidade de mercado. Diversas empresas recorrem a empréstimos e financiamentos que precisam ser pagos, geralmente, em parcelas mensais.

Além disso, uma empresa possui diversas obrigações financeiras a honrar, como contas mensais, pagamento de fornecedores, funcionários e obrigações tributárias. Por isso, o nível de endividamento é um indicador sempre utilizado pelos empresários.

O grau de endividamento é um dado muito importante no contexto corporativo, pois aprimora o planejamento financeiro do negócio. Isso porque, não raras vezes, é possível que uma empresa feche o mês com saldo positivo, mas ao quitar suas dívidas e juros não reste qualquer lucro.

Portanto, aprenda a usar esse indicador como um aliado para manter as finanças de seu negócio estáveis e sob controle. Para tanto, para se alcançar esse índice, é necessário dividir o passivo da empresa (todas as dívidas e despesas existentes) pelo total do ativo empresarial.

Todo gestor deve manter-se atento aos alertas que os números lhe dão. Os indicadores financeiros são essenciais para qualquer negócio e tornam o dia a dia de um administrador muito mais seguro. Tendo total controle de tais índices, é possível gerir um empreendimento com mais tranquilidade e chances de sucesso.

Gostou do conteúdo? Então assine a nossa newsletter e receba em primeira mão mais conteúdos como esse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *