Confira 6 dicas para a gestão de franquias

Tempo de leitura: 6 minutos

Diferentemente do que muitos pensam, a marca de uma franquia não garante o sucesso do negócio. Ela pode até ajudar a chamar os clientes, mas fora isso ela é uma empresa como qualquer outra. Prova disso é que franqueados da mesma marca podem entregar resultados de vendas distintos. Os que se destacam são aqueles que se diferenciam na maneira com que a gestão de franquias é feita.

Por isso, é preciso investir em técnicas e ferramentas de gestão para garantir que o franqueado consiga atingir os objetivos principais e entregue resultados positivos. Uma gestão de franquias bem-feita demanda conhecimento, paciência e muita dedicação.

Sem o auxílio de plataformas ou softwares especializados, a operação da franquia fica comprometida. E pior: o empreendedor ainda precisa ficar preso a problemas operacionais e não consegue fazer planejamentos estratégicos para o negócio.

Reunimos, abaixo, uma lista de boas práticas na gestão de franquias que vão te ajudar a crescer cada vez mais.

1. Conheça bem o mercado

Estudar o mercado é o primeiro passo para gerenciar bem uma franquia. Saber a fundo como tudo funciona, quais são os principais concorrentes e como os consumidores se comportam são aspectos básicos.

Fora isso, se o franqueado não teve nenhuma experiência anterior, é válido buscar cursos e conversar com outros franqueados que atuam há mais tempo para se contextualizar. Eles poderão falar sobre as principais dificuldades, as dicas para lidar com problemas no dia a dia e outras percepções que somente quem está na operação consegue passar.

Esse conhecimento é o que vai ajudar o franqueado a tomar as decisões corretas e a direcionar os recursos de maneira mais acertada. Sem falar que não basta ter uma visão focada no negócio. É preciso saber como funciona o mercado para se destacar e crescer.

2. Fique alinhado com o posicionamento da marca

É preciso se inteirar de tudo relacionado à rede franqueadora para poder fazer uma boa gestão de franquias. Quais são seus valores? Qual é a sua missão? Qual é o seu papel no contexto? Saber responder a essas perguntas mostra o quanto o franqueado está alinhado com o posicionamento da marca.

Uma gestão de franquias estruturada precisa aproveitar todo o suporte da marca para garantir que suas ações ou eventuais mudanças sejam realizadas com sucesso. Além disso, o posicionamento ajuda no relacionamento com os clientes.

Se você é uma franquia, precisa estar alinhado com todas as outras unidades em todos os aspectos. E isso não tem como deixar de lado!

3. Mantenha o padrão de qualidade da franquia

Antes de tudo, a marca possui um padrão de qualidade que deve ser mantido por todos. Por isso, uma boa gestão de franquias tem relação direta com o nível de qualidade dos produtos ou serviços.

Cada franquia possui o mesmo material de trabalho, de divulgação e treinamento, correto? Mas o que faz com que uma unidade se destaque mais do que outra? Conseguir manter ou até mesmo superar o nível de qualidade esperado pelo cliente é a resposta.

Dedicar um tempo para isso é importante para quem deseja prosperar nesse segmento. É uma tarefa difícil, mas que pode ser conquistada com o auxílio das ferramentas corretas e do suporte da marca franqueadora. 

4. Tenha indicadores de desempenho 

Se você tem os objetivos e os resultados que precisam ser alcançados e definidos, é indispensável ter indicadores para auxiliar a monitorar seu desempenho.

O bom desempenho da rede ou de uma franquia depende do acompanhamento feito. Sem controles, fica bem mais difícil encontrar onde estão as rupturas, quais áreas precisam de ajustes e as ações necessárias para contornar resultados ruins.

Ticket médio, volume de vendas, taxa de conversão e lucratividade são apenas alguns exemplos de indicadores que não podem sair do radar do gestor. Porém, não basta ter números em mãos: é preciso entender o que fazer com os dados.

Para fazer uma gestão de franquias correta é preciso ter uma base de informações seguras para que as decisões sejam tomadas. Sem isso, as escolhas são realizadas a partir do feeling do gestor, e isso não é recomendável.

5. Não se esqueça da parte financeira

Fluxo de caixa, controle de custos e planejamento financeiro não podem ser negligenciados em uma gestão de franquias. A falta de conhecimento na parte financeira prejudica o desempenho do negócio e faz com que o retorno esperado não chegue nunca.

Não fazer um demonstrativo de resultados, por exemplo, é um dos erros fatais na gestão empresarial que pode arruinar seu negócio. Outro ponto crucial é misturar as finanças pessoais com as da empresa. Uma franquia não consegue sobreviver com as finanças misturadas e é preciso deixar tudo bem organizado.

Nessas horas, o ideal é que o franqueado busque soluções e ferramentas para auxiliar no controle. Existem softwares que realizam a integração do cartão de crédito com fluxo de caixa e a gestão de contas a pagar de forma automatizada.

6. Invista em capacitação e treinamento para melhorar a gestão de franquias

O mundo dos negócios muda constantemente. Sempre aparecem novas práticas, ferramentas ou jeitos de realizar um serviço ou desenvolver um produto. Por isso, é importante lembrar que o franqueador não é o único responsável pela marca.

O próprio franqueado tem um papel relevante no treinamento e na capacitação das pessoas, na busca por novas ideias e na avaliação de como os clientes percebem o seu negócio. Monitorar os concorrentes é outra maneira de avaliar o mercado e identificar tendências de consumo.

A capacitação precisa ser incentivada no ambiente de trabalho, independente do nível do funcionário. Afinal, para que uma franquia consiga crescer de maneira estruturada é necessário que todos busquem o desenvolvimento e acreditem na marca.

Outro papel do franqueado é o de participar de todos os eventos e programas de treinamento. Ele é o responsável, depois, por passar os conhecimentos para a sua equipe e garantir que todos estejam alinhados com os objetivos estratégicos e com as novas regras da franqueadora.

Se você gostou das nossas dicas, acompanhe as páginas do Finanças 360° no LinkedIn e no Facebook. Nelas você pode ler mais sobre planejamento financeiro, gestão financeira e gestão de franquias, para que seu negócio cresça com as finanças no azul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *