Como o varejo se prepara para uma Black Friday digital?

Tempo de leitura: 6 minutos

A Black Friday é um momento aguardado tanto pelos varejistas quanto pelos consumidores, que possuem a oportunidade de realizar compras com descontos expressivos, com o valor muito menor do que o original. No entanto, devido à pandemia do COVID-19, muitas empresas precisarão se adaptar para uma Black Friday digital.

Isso porque, por medidas de segurança, o comércio em muitos lugares tem funcionado com horário reduzido ou com número limitado de pessoas dentro das lojas, com algumas até sem autorização para abrirem as portas. Por isso, a Black Friday digital poderá ser um momento estratégico para dar um suspiro nas contas, em meio a tantas limitações que os varejistas enfrentaram em 2020.

Neste ano, a Black Friday será realizada no dia 27 de novembro e, segundo uma pesquisa da área de Inteligência de Mercado da Globo, 42% dos entrevistados possuem planos de comprar algo, enquanto 35% ainda não decidiram.

Ou seja, mesmo com a pandemia, muitos empreendedores poderão ter a oportunidade de aproveitar uma Black Friday digital. A seguir, separamos algumas dicas para você se preparar e estratégias para colocar em ação na data, confira:

Preparando-se para uma Black Friday digital

Relembre os anos anteriores

Antes de apostar as suas fichas na venda de produtos diversos, é fundamental fazer uma análise dos anos anteriores. Na pesquisa selecionada, as categorias mais desejadas pelo consumidor para este período são:

  • roupas e acessórios (31%);
  • smartphones (30%);
  • eletrônicos (30%);
  • calçados (26%);
  • eletrodomésticos (23%);
  • perfumes e cosméticos (21%)
  • móveis (21%);
  • computador (20%).

Além disso, o movimento das vendas de 2020 também refletiram o comportamento dos consumidores, e foi possível perceber que alguns setores, como brinquedos (+643,05%), supermercados (+448,09%) e artigos esportivos (+187,90%), segundo a Konduto, foram alguns que se destacaram ao longo do ano.

Prepare o estoque

Ciente de qual o cenário da Black Friday nos anos anteriores e a expectativa para este, é muito importante fazer uma revisão do seu estoque. Lembre que a expectativa do cliente para o período é grande, e ele não conseguir adquirir o produto que ele se programou, por conta de estoque, pode ser prejudicial para a imagem do seu negócio.

Produtos em oferta, mas com estratégia!

Antes de sair colocando seus principais produtos em promoção, é importante ter estratégia! Os produtos baratos, por exemplo, são a porta de entrada para outras vendas. Ou seja, você pode oferecer um desconto maior naquele produto mais em conta, enquanto aquele mais selecionado pode ter um desconto mais baixo.

Para escolher os produtos, as dicas ainda são: aqueles que têm a maior margem de desconto e aqueles que estão parados no estoque.

Tenha uma entrega de qualidade

Qualquer pessoa que já fez uma compra online sabe que a entrega faz parte do pacote e na Black Friday digital será preciso atenção redobrada.

De nada adiantará se o seu produto for de qualidade se a sua empresa está falhando na hora da entrega. Por isso, selecione uma transportadora de confiança e, de preferência, ofereça alternativas de entrega para o seu cliente escolher qual ele prefere. Isso pode minimizar um problema de relacionamento futuro.

Site em HTTPS

Não é novidade para ninguém que lida com e-commerce, que HTTPS é básico para as compras online. Isso porque esse certificado é a prova para o cliente de que o seu site é criptografado e as informações dele estarão seguras com você.

Para a Black Friday digital, muitas empresas perderão vendas por não possuírem o certificado. Que a sua não seja uma delas!

SAC preparado

O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) é uma ferramenta básica para qualquer e-commerce. Para a Black Friday digital, no entanto, será preciso uma atenção extra para alguns casos.

Isso porque já foi registrado que muitas pessoas antecipam as compras para o horário de meia-noite, como estratégia de garantir os produtos que tanto desejam. A depender do tamanho do seu negócio, pode ser válido ter uma equipe de plantão para o dia da Black Friday.

Dicas para as suas estratégias

Selo black friday

O selo Black Friday é usado para identificar as empresas que aderiram ao Código de Ética da iniciativa e que se comprometeram com as boas práticas para o e-commerce. Ele é concedido pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico e para obtê-lo, é preciso que a sua empresa esteja associada à camara-e.net ou ao Movimento e-MPE, para micro e pequenas empresas.

O selo será mais uma prova para o seu consumidor dar preferência ao seu produto, no lugar do concorrente.

Envie informações para a sua base de leads

Antes de focar nos novos clientes, lembre-se que você deve atrair aqueles leads que já se mostraram interessados no seu produto e também quem já fez alguma aquisição.

Assim, avise à sua base de e-mail que o seu negócio participará da Black Friday e é válido também perguntar qual é o produto que eles querem ver com o maior desconto na data, para te ajudar a se preparar ainda mais e até preparar um super desconto, caso o volume de votação seja grande.

Um cenário para black friday digital

A Black Friday é uma data especial para os varejistas e você precisa focar nisto. Por ser uma das datas de maior venda do ano para muitos negócios, é super válido criar um cenário online completo para a Black Friday digital, promovendo um design especial no seu site, uma landing page nele, imagem de perfil nas redes sociais e até mesmo a capa, como é caso do Facebook e Twitter.

Planejamento de mídia paga

Uma das ferramentas mais poderosas de muitos varejistas é a mídia paga. No entanto, antes de sair investindo em Google Ads, Facebook Ads e YouTube, defina o quanto a empresa pretende investir, tendo como base o Retorno Sobre Investimento (ROI) esperado.

E atente-se para direcionar as suas estratégias para onde a sua persona, de fato, está.

Descontos de verdade

Na pesquisa da Black Friday 2020, 35% dos entrevistados pontuaram que não acreditam nas ofertas da data, o famoso “metade do dobro”. Isso porque muitas empresas já utilizaram essa estratégia, principalmente no começo da Black Friday aqui no Brasil.

Por isso, para que o seu negócio não tenha a imagem deturpada, principalmente em tempos de redes sociais ou no Reclame Aqui, faça promoções de verdade!

Retargeting

O marketing digital conta com excelentes estratégias online e, por ser uma Black Friday digital, uma dessas estratégias que você pode adotar é o remarketing.

Ela consiste em divulgar (novamente) os produtos que as pessoas demonstraram interesse anteriormente. Dessa forma, no dia 23 de novembro, você pode direcionar campanhas com ofertas específicas para públicos segmentados e aumentar a sua taxa de conversão.

Quer mais algumas dicas para deixar o seu negócio mais online? Baixe o nosso e-book “Transformação Digital para Franquias” e modernize o seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *