Aprenda a negociar taxas do cartão de crédito com as operadoras

Tempo de leitura: 6 minutos

Como você bem deve saber, quanto mais meios de pagamento o cliente tiver, maiores serão as chances de conversão. Apesar disso, com as taxas abusivas cobradas pelas operadoras de cartões, fica difícil diversificar as opções, a não ser que você saiba como negociar taxas do cartão de crédito.

Seja na modalidade de crédito ou de débito, a taxa cobrada pelos bancos e operadoras têm impacto direto no preço final de produtos e serviços. Na maioria das vezes, as tarifas cobradas nas operações de benefícios são superiores ao crédito. Por sua vez, as taxas de crédito ultrapassam o débito.

Sendo assim, além de embutir as tarifas ao formular o preço do seu produto ou serviço, é importante planejar os recebimentos parcelados, pois eles também influenciam no fluxo de caixa.

Em prol da redução de perdas financeiras e de garantir uma melhor gestão para o negócio, o bom gestor precisa saber negociar sempre que necessário.

Neste caso, além de saber como persuadir, é preciso conhecer bem as implicações das operadoras e dos bancos. Separamos, no post de hoje, dicas infalíveis sobre como negociar taxa de cartão de crédito. Continue acompanhando para saber o que está em jogo!

Conheça como as operadoras funcionam

A primeira coisa que você precisa saber sobre esse tipo de negociação é que ele não será rápido ou fácil. Reduzir tempo requer disposição, conhecimento e até mesmo um bom relacionamento com as operadoras.

Por isso, se você puder manter todas as suas vendas concentradas em uma única operadora, isso poderá facilitar o processo. Ainda assim, é sempre importante ter uma opção que sirva como backup. No topo do mercado estão a Cielo e a Redecard, concentrando a maior rede de clientes.

Mantenha um bom relacionamento com sua operadora, sempre mostrando que você conhece seus direitos e deveres.

Esteja por dentro dos benefícios que a empresa oferece e procure entender como as taxas funcionam antes mesmo de iniciar a negociação. Como argumento, o atendente irá tentar explicar a causa das taxas. Se você já souber isso, terá mais chance de trabalhar um contra-argumento.

Fale com o gerente do seu banco

O gerente do seu banco pode te ajudar muito mais do que você pensa. É muito comum que os bancos tenham soluções designadas para diversos problemas corporativos. Portanto, tente recorrer a isso.

O Santander e a GetNet são exemplos de unidades com opções conveniadas. Converse com seu gerente sobre opções de parceria ou alternativas operacionais capazes de te ajudar neste quesito.

Saiba quando começar a negociar

Não tente negociar antes de completar 3 meses de faturamento. A empresa tenderá a usar, como desculpa, a falta de tempo necessário para maturidade das suas operações.

Quando estiver faturando por pelo menos um trimestre, procure endossar sua negociação, revelando qual é a sua expectativa do volume de venda no próximo ano. Depois disso, o tempo ideal para a negociação é de ano em ano.

Seja persuasivo e insistente

Como sabemos, uma boa negociação é feita com lábia e manuseio inteligente das informações. Como um gestor eficiente, conheça todas as cartas dispostas em sua mesa, apelando sempre que for o momento.

Se você tem um histórico exemplar de pagamentos, essa é a sua arma. Operadoras estão acostumadas a lidar com clientes que atrasam ou pagam somente o mínimo da fatura. Portanto, bons históricos significam maior poder na hora de persuadir.

Outra carta na mesa é saber como utilizar a performance do setor. Imagine que você tem um quiosque na praia com produtos diferenciados. Você conhece a média de faturamento dos quiosques praieiros? Porque, se a sua empresa fatura acima disso, sua taxa precisa ser reduzida.

Não duvide: o atendente será firme e insistente na conversa. Seja tão seguro quanto, ou mais. Justifique suas razões e não encerre a ligação antes de cumprir seu objetivo. Se o seu faturamento ultrapassa a média do setor, você tem o que é preciso para conseguir a melhor taxa.

Tenha muita calma nessa hora

Por mais que você tenha as razões necessárias para pedir uma taxa reduzida, saiba ouvir o que o atendente quer dizer. Uma negociação profissional é marcada pela capacidade de estabelecer boa comunicação entre ambas as partes.

Tome cuidado para não perder oportunidades por não ter paciência. Leve o tempo conveniente para decidir, sempre em busca de construir um relacionamento de confiança.

Quando estamos negociando em nome de pessoas jurídicas, é muito fácil esquecermos que o atendente do outro lado da linha é uma pessoa física. Portanto, considere a paciência e educação.

Além disso, todas as ligações do cliente são guardadas em um histórico que é verificado pelo atendente. Sendo assim, evite ligar muitas vezes, enchendo o atendente de reclamações. Seja estratégico.

Saiba como negociar a taxa de cartão de crédito com planejamento

Sem dúvidas, o planejamento da negociação vai te ajudar a obter resultados adequados para sua empresa. Sua prioridade central deve ser identificar e agir em prol da área necessitada.

Por exemplo, se a maior parte dos seus pagamentos é no débito, sendo as menores fatias no crédito e nos cartões benefício, você não precisa se esforçar para agarrar todos os nacos do bolo na hora da barganha.

Nesse caso, contente-se com uma boa negociação no débito, mesmo que isso significar um não avanço nas outras operações. A opção de pagamento que representa maior volume é a que merece menor taxa.

Tenha todas as contas feitas e trace uma meta de onde você quer chegar, pois, sem um objetivo definido, fica muito difícil conversar e ser entendido.

Tenha uma cartada final garantida

Um bom truque para negociações é saber guardar o melhor para o final. Para usar este recurso, você precisará estar sensível ao momento onde não há mais como furar a barreira do atendente. É aí que você vai revelar o que tem a ceder.

Você pode colocar em jogo a aquisição de uma nova máquina, a fidelidade da bandeira no seu comércio ou qualquer cartada ainda não revelada na conversa.

Apesar disso, não fique preso na menor tarifa sem observar os serviços oferecidos pela operadora como um todo. Atendimento exemplar e soluções definitivas para sua empresa são quesitos importantes que devem ser levados em conta na hora de barganhar.

Agora que você já sabe como negociar taxa de cartão de crédito, planeje-se bem e mãos à obra! Não esqueça de nos seguir no LinkedIn. Assim, você ficará por dentro de nossas novidades para o mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *