Análise financeira: entenda a importância de ter dados confiáveis

Tempo de leitura: 6 minutos

A análise financeira é um processo de avaliação de empresas, projetos, orçamentos e outras entidades a fim de determinar o seu desempenho e adequação no uso de seus recursos limitados.

Normalmente, ela é empregada para analisar se determinada corporação é estável, solvente, líquida ou rentável o suficiente para justificar um investimento monetário. E, para isso, dados confiáveis são cruciais.

Afinal, a capacidade de medir constantemente de uma forma justa, precisa e significativa a qualidade dos gastos e investimentos em finanças é um pré-requisito desafiador para avaliar e melhorar os resultados atuais.

Assim, ao olhar para uma empresa específica, um analista financeiro realiza sua análise baseado nas métricas e indicadores disponíveis, concentrando-se na declaração de faturamento, nos balanços mensais e na declaração de fluxo de caixa.

E, desse modo, sua empresa poderá melhorar sua imagem nos olhos dos investidores, bancos, clientes e fornecedores. O que aumentará a disponibilidade de crédito e o fluxo positivo de capital. Interessado? Então, continue lendo e confira a importância dos dados confiáveis para a análise financeira!

Qual é a importância dos dados confiáveis para a sua empresa?

Certamente, a sua principal preocupação deve ser com a relevância interna dos dados para a sua organização. Muitos gestores ficam preocupados em mostrar bom dados para investidores e acionistas, mas se esquecem da importância deles para o desenvolvimento interno da empresa.

A análise de informações precisas a respeito das finanças, por exemplo, é crucial para determinar se as últimas decisões foram positivas, se houve alguma ação passada que gerou uma melhoria nos índices econômicos da empresa ou, até, para averiguar fraudes ou erros significativos.

Com isso, será possível realizar mudanças em todos os níveis, com a finalidade de:

  • obter informações acuradas e oportunas para gerenciar os serviços mais eficientemente;
  • aumentar o nível de transparência e accountability do seu negócio;
  • priorizar e assegurar o melhor uso dos recursos escassos da empresa, como mandam os princípios da microeconomia;
  • fazer relatórios precisos a auditores e inspetores que julgarão a performance e a governança da sua empresa.

Por que dados confiáveis são críticos para a análise financeira?

Como já dissemos, a análise financeira se refere a uma avaliação da viabilidade, estabilidade e rentabilidade de um negócio, subnegócio ou projeto. É realizada por profissionais que preparam relatórios baseados em índices, utilizando informações extraídas de demonstrações financeiras e outros relatórios.

Esses relatórios, geralmente, são apresentados à alta gerência como uma de suas bases na tomada de decisões de negócios. Nesse sentido, a análise financeira pode determinar:

1. Se a empresa continua ou descontinua determinada operação, produto ou subsidiária

Muitas empresas tiveram de fechar as portas porque não perceberam os resultados negativos de suas operações a tempo. Com dados imprecisos, mantinham uma subsidiária pouco lucrativa por muitos anos, a ponto de levar à falência toda a empresa.

Se você acompanha os noticiários financeiros, deve ouvir esse tipo de notícia a todo instante.

2. Se compra determinados materiais para manufaturar seus produtos

Com uma análise financeira contínua, somos capazes de dizer se determinado equipamento ou material está sendo ineficiente. Porém, se não acompanha e mede os dados com frequência e com os equipamentos corretos, você acumula prejuízos, que corroem lentamente as finanças da empresa.

3. Se abre o capital ou contrai um empréstimo bancário para aumentar o capital de giro

Este é um ponto chave da importância de bons dados para um empreendimento. Quando abrimos o capital para acionistas ou pedimos empréstimos de um banco, temos de apresentar uma boa análise financeira. E, quanto melhores seus resultados, maiores a chances de ter sucesso.

Porém, os próprios bancos e acionistas fazem uma conferência dos dados apresentados. Então, se chegarem a resultados divergentes da sua análise, eles podem considerar sua empresa fraudulenta.

E, como a primeira imagem é que fica nesses casos, você, possivelmente, não será capaz de obter um financiamento novamente.

4. Se toma as decisões de gestão correta

Hoje em dia, a maioria das empresas sérias adotam o paradigma da gestão baseada em dados e evidências. Ou seja, evita-se usar a intuição ou o faro dos gestores para tomar uma decisão.

Em vez disso, analisa-se os dados passados da empresa e do mercado para verificar qual é a decisão mais acertada. Assim, uma análise financeira baseada em dados incorretos pode superestimar ou subestimar algum investimento, levando a prejuízos.

Por que não descuidar da análise financeira?

Recentemente, no Brasil, um grupo de empresas X foi extremamente negligente na análise financeira. Em primeiro lugar, apresentou como seu principal ativo um poço de petróleo em alto-mar, cuja capacidade de produção foi superestimada pelos analistas internos.

E esse dado incorreto foi gerando uma cascata de dados cada vez mais errôneos. A empresa superestimou o seu capital de giro atual, e divulgou balanços muito positivos — quando, na verdade, a situação real da empresa era desconhecida.

Com isso, foi obtendo uma grande quantidade de financiamento dos bancos e se tornou um sucesso no mercado de capital. Os números das análises financeiras, então, subiram astronomicamente.

Em uma checagem de rotina, contudo, um grande banco verificou que todo aquele capital não passava de um “cavalo de troia”, e que os ativos da empresa eram podres ou incertos. Isso gerou uma cascata de eventos negativos: as ações começaram a cair, sendo vendidas a preço de banana na bolsa.

Então, para piorar, a empresa ficou desacreditada no sistema financeiro, que não lhe forneceu mais empréstimos. Em debandada, os clientes ficaram desconfiados e recuaram nos negócios. Enfim, uma empresa bilionária teve de fechar as portas por conta de dados incertos e pouco confiáveis.

Justamente por isso, é essencial realizar uma boa e verdadeira análise financeira baseada em dados confiáveis e reais, em vez de estimativas extremamente otimistas ou patentemente falsas.

Lembre-se: no mundo financeiro, não há erro sem consequências, nem fraudes perfeitas. Portanto, realize uma gestão baseada em dados e evidências, garantindo a confiabilidade e a transparência da sua gestão!

E aí, gostou do post? Quer continuar recebendo todas as dicas para melhorar o desempenho financeiro da sua empresa e ultrapassar a concorrência? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter para continuar recebendo os nossos melhores posts!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *