A guerra da Ucrânia e os efeitos no e-commerce brasileiro

Tempo de leitura: 1 minuto

Além da questão humanitária que nos choca, a guerra na Ucrânia está balançando os alicerces da economia mundial e fazendo muitos países repensarem o mercado global.

Em termos de varejo, as consequências vêm no aumento das taxas, no câmbio e na interrupção da cadeia de suprimentos.

A redução significativa de oferta no mercado de petróleo, trigo, milho e gás natural irá provocar um alta nesses preços. Logo, o preço do barril do petróleo ficará mais caro e vai desencadear a alta no dólar.

Assim, a inflação no Brasil será influenciada e o mercado varejista será afetado de muitas formas. Além do aumento das taxas, o transporte de mercadorias será impactado, a exemplo dos marketplaces.

É possível minimizar esse impacto? Sim,

focando em produção e fornecedores locais.

Não podemos esquecer que a alta da inflação também impacta o bolso do consumidor, reduzindo o seu poder de compra.

Muitos países como a Alemanha, que importa 100% de seu gás natural da vizinha Rússia, se vê obrigada a pensar em outras formas de

aquecer as casas da população.

O Brasil, que adquire cerca de 23% de seus fertilizantes químicos da Rússia, também começa a estudar como se preparar para esse impacto.

Grandes marcas como Nike e Apple se retiraram do território russo unindo forças com as sanções econômicas que estão sendo aplicadas ao país. E a economia russa defende hoje que tudo o que for comprado de seu território seja em sua moeda, o rublo russo.

A nós do mercado varejista, vale acompanhar de perto os próximos acontecimentos do mercado para lidar com as crises e aproveitar as oportunidades, tomando decisões concisas e assertivas.

Para isso, você pode contar com as soluções de gestão da F360°, dashboard otimizado, facilidade, praticidade, alta performance e tudo o que você precisa saber para desenvolver a estratégia do seu negócio.

Entre em contato ou acesse f360.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *