6 dicas para ter mais eficiência no controle de estoque

Tempo de leitura: 6 minutos

O estoque diz respeito aos artigos físicos que a empresa armazena, podendo ser de matéria-prima, produtos finalizados ou que ainda não estão acabados. O controle de estoque é todo o conjunto de tarefas de planejamento e gestão desses recursos materiais da organização.

Muitas corporações não dão a devida atenção aos seus estoques, o que pode gerar vários problemas, como perdas, furtos ou falta de movimentação dos produtos. Gerir bem um estoque pode otimizar a performance da empresa no mercado, contribuindo para que ela acompanhe melhor as demandas e evite tanto o excesso quanto a falta de produtos.

Mas como fazer uma gestão mais otimizada e com mais eficiência no controle de estoque? Confira nossas dicas a seguir.

1. Registre os processos do estoque

A movimentação do estoque precisa ser feita de forma contínua e bem sistematizada, com a geração de códigos para cada produto e separando todos eles por classes. Nesse controle, é preciso também indicar as quantidades de cada item e calcular os valores que estão armazenados a partir do preço da unidade. É importante também não permitir que os colaboradores deixem as tarefas de realizar os registros para depois. Um controle mais rigoroso possibilita que haja menos erros e falhas com o estoque.

O Submarino, uma das maiores empresas de vendas pela internet do Brasil, por exemplo, se destaca muito pelo controle de seus estoques, realizado com rigor e de forma bem sistematizada. Os gestores da empresa perceberam que a falta de produtos era um dos principais motivos de desistência da compra. Sem uma gestão adequada do estoque, com registros e um bom acompanhamento, a empresa jamais teria alcançado seu sucesso atual.

2. Faça a gestão da demanda

A gestão da demanda é fundamental para que você saiba quais são os produtos que estão tendo mais sucesso nas vendas e, logo, o que deve haver em maior quantidade no estoque.

Pense em uma situação hipotética simples: você tem um comércio em que vende material escolar e os cadernos representam mais de 50% das saídas de produtos, enquanto os fichários representam 15%. Fica clara a necessidade de estocar mais cadernos do que fichários.

Por meio do levantamento dos produtos e matérias-primas que estão movimentando mais no estoque, a empresa consegue estipular quais são as principais necessidades e no que ela deve investir mais para atender seus clientes. Com isso, ela evita grandes acúmulos de materiais que estão tendo pouca saída, minimizando a estagnação no estoque e até mesmo perdas por passagem de prazo de validade.

Outra questão que deve ser evitada é a falta de artigos. O cliente nem sempre pode ou deseja esperar a chegada de um produto. Assim, não ter a mercadoria armazenada em quantidades adequadas pode fazer com que você perca o consumidor para a concorrência.

3. Faça controles periódicos

Os controles periódicos são processos de acompanhar se o estoque físico está de acordo com o registrado nos sistemas. Uma boa ideia é fazer inventários, que são listas nas quais a empresa coloca todos os itens presentes no estoque.

No inventário, é importante separar os produtos em classes e colocar codificações únicas para cada um. Faça também a contagem de cada tipo de produto e compare com os dados documentados, para averiguar se houve perdas ou roubos.

Os inventários rotativos são uma ótima alternativa, porque neles as averiguações ocorrem periodicamente e os problemas no estoque são identificados previamente, podendo ser remediados com mais facilidade.

Se a corporação deixa o estoque sem nenhuma revisão regular, o risco de ela perder valores, ser furtada ou deixar produtos e matérias-primas passarem da validade, por exemplo, é muito alto.

4. Tenha um estoquista de confiança

Contar com profissionais qualificados e leais é sempre fundamental para a corporação. No caso da gestão do estoque, esse cuidado é ainda mais necessário. Afinal, o estoque responde por grande parte da riqueza do empreendimento.

Um profissional mal formado e de pouca confiança pode conduzir uma gestão de estoque antiética, desorganizada e mal planejada. Mercadorias podem ser perdidas, sumir, ficar retidas por muito tempo ou estragar. Com isso, a empresa perde o capital que investiu e desperdiça recursos.

Além disso, às vezes, ocorrem posturas de má-fé, com o roubo de produtos, o que prejudica muito as finanças da organização. Para evitar esse tipo de problema, procure um colaborador qualificado e de confiança para administrar seu estoque.

5. Invista em tecnologia para otimizar o controle de estoque

Utilizar a tecnologia pode ser uma boa estratégia para trazer mais qualidade e praticidade ao controle de estoque. Ela torna as atividades mais ágeis, facilitando o monitoramento e o lançamento de dados. Minimizar falhas e economizar recursos são outras vantagens do uso de tecnologia na gestão do estoque.

A Grão Espresso é um exemplo de empresa que apostou no uso de tecnologia para melhorar a gestão de seus processos. A rede de cafeterias utiliza um software para administrar a movimentação financeira, o que trouxe mais eficiência, qualidade e lucratividade para o negócio.

O controle de estoque é uma atividade fundamental para a corporação, por estar ligado ao fluxo, à qualidade da produção e à retenção de capital. Para gerir bem um estoque, é fundamental registrar a movimentação das mercadorias e uma boa dica é utilizar tecnologias nesse processo. Também é necessário analisar as demandas da empresa, para produzir e estocar maiores quantidades daquilo que está tendo mais saída para o mercado.

6. Organize seu estoque

Estoque mal organizado, é sinônimo de perda e falta de controle. Com seu estoque organizado, você terá muito mais controle e facilidade na gestão. Conseguirá fazer inventários e contagens com muito mais frequência e em menor tempo.

É fundamental que organize o seu estoque por PEPS (Primeiro a Entrar é o Primeiro a Sair). Dessa maneira você terá o giro adequado de seu estoque, vendendo sempre o produto com o menor prazo de validade.

Então, gostou das dicas para ter mais eficiência no controle de estoque da sua empresa? Aproveite e assine a nossa newsletter para acompanhar de perto as melhores informações sobre gestão e negócios.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *