5 dicas imprescindíveis para ser um franqueado de sucesso

Tempo de leitura: 18 minutos

Abrir uma franquia é o sonho de muita gente. Afinal, essa é uma forma de ter o seu negócio próprio com menos riscos e maior segurança. Porém, ser um franqueado de sucesso exige muito esforço e empenho.

Assim como qualquer outro empreendimento, a franquia requer que o proprietário conheça a marca, o produto, a operação do negócio, entre outros fatores. Esses são os elementos-chave para o resultado positivo.

Isso significa que o empreendedor precisa reunir algumas características para ter mais possibilidades de ser bem-sucedido. O que se deve fazer então? É o que vamos apresentar neste post. Entre os pontos que serão abordados estão:

  • o engajamento com a franqueadora;

  • a capacitação constante;

  • o treinamento regular;

  • a busca do suporte da marca sempre que necessário;

  • e o comprometimento e a organização do empreendedor.

A partir desses pontos, você consegue chegar a todos os itens exigidos para o sucesso. Duvida? Acompanhe este post e conheça dicas práticas que vão levá-lo na direção certa:

1. Seja engajado com a marca franqueadora

A escolha por abrir uma franquia é uma decisão importante. Ao mesmo tempo em que o empreendedor tem mais chances de sucesso por vender produtos já testados e aprovados pelo público, ele também precisa lidar com a franqueadora, que determina como a operação deve ser realizada.

A marca tem o direito de cobrar que o franqueado mantenha os seus valores e atenda os clientes da mesma forma. Ele deve, portanto, estar engajado com a franqueadora. É assim que terá um bom relacionamento e que conseguirá ser um franqueado de sucesso.

Talvez você esteja se perguntando: o que significa estar engajado? Segundo o Dicionário Michaelis Online, o verbo “engajar” tem como definição: “contratar ou ser contratado para prestar algum tipo de serviço”. Outro conceito é “empenhar-se, esforçar-se, lutar por”.

Fica evidente que estar engajado é não perder uma boa oportunidade e fazer tudo o que está ao seu alcance para alcançar bons resultados. É exatamente o que você deseja, certo?

Outro ponto relevante é que, assim como o sucesso do franqueado depende do engajamento, o êxito da franqueadora também. Essa é uma relação interligada e de ganha-ganha. Em resumo: todos devem colaborar para atingirem bons resultados.

O que fazer? Reunimos algumas dicas a seguir para ajudá-lo a se tornar um franqueado de sucesso:

Certifique-se de que os seus valores estão alinhados com os da marca

Os seus valores pessoais não podem ser negociados, não é mesmo? Os da marca também não. É exatamente por isso que você, enquanto franqueado, deve ter pensamentos e ideais similares com os da franqueadora. Caso contrário haverá um conflito.

Por exemplo: se você acredita em sustentabilidade, mas a marca ainda não pensa muito nisso e visa principalmente ao lucro (que para você está em 2º plano), alguma coisa está errada.

Lembre-se sempre de analisar nas entrevistas e na circular de oferta de franquia (COF) todos os detalhes a respeito do funcionamento da franqueadora. Você terá uma ideia de quais são os valores da marca.

Esteja certo de uma coisa: a sinergia entre os seus valores e os da franqueadora vai possibilitar ter mais eficiência nas operações diárias.

Entenda o conceito do negócio

A escolha por uma marca para fechar negócio deve levar em conta diversos fatores. Um deles é o conceito do negócio. Você precisa saber exatamente como ele funciona e acreditar no que está sendo oferecido para aumentar as suas chances de sucesso.

Compreender como o negócio funciona também ajuda a melhorar o relacionamento com a marca e faz com que você e os seus colaboradores repassem os conceitos pregados com mais propriedade e transparência.

A consequência é uma agregação de valor aos produtos e aos serviços ofertados ao consumidor final, além de mais transparência no relacionamento com ele.

Seja transparente

A transparência no relacionamento com a marca é um item indispensável para quem deseja ter êxito no seu negócio. Esse elemento faz a diferença desde os processos iniciais da parceria, ainda na fase de entrevistas, porque permite compreender se os valores estão realmente alinhados e evita falsas expectativas de ambos os lados.

Exponha sempre o que você espera da franqueadora e informe se está disposto a cumprir o que ela exige. As 2 partes devem trabalhar juntas para o alcance de metas, e esse processo é facilitado quando você deixa claro o que deseja.

Trabalhe em uníssono com a marca

Um dos pilares que assegura os bons resultados do franchising é a união. Uma franquia só existe porque marca e franqueado trabalham em uníssono, seja na conquista de metas, seja no estilo de trabalho.

Concordar com as exigências e atuar da mesma forma que a franqueadora aumenta o seu engajamento e eleva a confiança do relacionamento, que é de longo prazo. A união também é um elemento-chave para a definição do padrão de qualidade, ou seja, do exemplo necessário para que as pessoas optem pela marca e os novos franqueados invistam nela.

2. Esteja constantemente se capacitando

Um empreendedor que fica parado no tempo está fadado ao fracasso. Essa afirmação também é válida para os proprietários de unidades franqueadas.

O fato de você contar com o suporte da marca e ter vários benefícios no franchising não o exime da responsabilidade de se capacitar. E essa é a habilidade de se tornar apto a fazer algo, no seu caso, gerir um negócio de forma alinhada à marca.

A capacitação também interfere no seu sucesso porque os resultados positivos só serão conseguidos com a ajuda dos colaboradores. Isso significa que você precisa encontrar talentos e retê-los, não importa o segmento de atuação da sua unidade.

Por exemplo: uma pessoa que não sabe vender vai fazer um mau atendimento, não saberá explicar os produtos e os serviços para o cliente e fará com que a sua unidade perca negócios para a concorrência.

Por outro lado, se contratar alguém para cuidar das compras da empresa e ela decidir manter um alto nível de estoque, o resultado será o impacto negativo nas finanças da sua unidade.

A ideia da capacitação, portanto, não é apenas habilitar as pessoas a exercerem as suas funções mas também transmitir os valores da franqueadora e orientar os colaboradores para que executem as suas tarefas da maneira como é esperado.

Capacite-se como gestor

A gestão de um negócio é uma atividade complexa. Você precisa compreender o relacionamento com clientes, fornecedores e parceiros, acompanhar as questões financeiras e planejar investimentos. O problema é que nem sempre o empreendedor tem esses conhecimentos — e isso aumenta muito as chances de falência.

De acordo com dados do Sebrae, a taxa de mortalidade das empresas é de 26,9% nos primeiros 2 anos de atividade. Os motivos que ocasionam a falência são, principalmente, falta de planejamento e erros na administração.

Em outras palavras, esteja certo de que o sucesso do franchising como atividade não vai fazer você ter êxito automaticamente. Faça cursos e leia sobre gestão para entender mais o assunto. Outra atitude relevante é estudar o mercado constantemente, porque assim você aproveita as boas oportunidades de maneira competitiva.

Vale a pena conversar com outros empreendedores, que podem dar dicas do que fazer para se capacitar ainda mais. Eles ainda podem relatar as suas experiências e apontar o caminho menos tortuoso para que você não cometa os mesmos erros.

3. Treine a sua equipe regularmente

Os treinamentos podem parecer similares à capacitação, mas eles têm uma diferença clara: têm como objetivo melhorar os conhecimentos a respeito do que já se sabe. Eles estão mais focados na prática, ou seja, mostram exatamente o que deve ser feito para que as tarefas sejam executadas de maneira adequada.

A franqueadora oferece treinamentos para que os franqueados tenham todo o suporte necessário para gerirem as suas unidades. Aproveite essa oportunidade e faça todos os cursos possíveis.

A 1ª chance que você terá é o treinamento inicial, que repassa informações sobre a marca, os seus produtos ou os seus serviços e o funcionamento do negócio. Porém, é comum que a franqueadora realize outros eventos, cursos e palestras para melhorar e atualizar o conhecimento sobre o negócio.

Entenda que esses cursos são chances valiosas para você ter uma ideia exata de como o negócio funciona, poder fazer novas parcerias e contatos e estabelecer um relacionamento mais próximo com a franqueadora.

Lembre-se também de que a equipe deve ser bem treinada. Os colaboradores são cruciais para o sucesso da sua unidade. Por isso, recomenda-se cuidar com o processo seletivo para selecionar os melhores candidatos e oferecer todo o treinamento necessário para que eles desenvolvam o seu potencial máximo.

O resultado dessa ação é um atendimento mais preparado e eficiente, que vai impactar positivamente a satisfação do cliente.

Analise todos os detalhes

Uma questão que muitos empreendedores deixam de lado é a transferência de know-how da marca para o franqueado. É claro que isso é feito por meio dos treinamentos, mas boa parte desse conhecimento está disposto em outros materiais, como manuais, ferramentas de ensino a distância, facilitadores e multiplicadores etc.

Atentar-se a todos esses materiais complementares permite que você saiba muito mais e possa oferecer um suporte mais próximo aos seus colaboradores. Assim você estará mais apto a cuidar do seu negócio e poderá gerar resultados mais positivos.

Uma dica importante é verificar se a franqueadora possui algum grupo de indicadores de análise. Se não tiver, determine os seus. Esses índices ajudam a avaliar a sua performance e o seu desenvolvimento e a compreender o que ainda precisa ser melhorado.

Por exemplo: pelos indicadores você pode descobrir que determinado vendedor tem resultados bem abaixo dos demais. Esse é o momento certo para conversar com ele e verificar se ele está desmotivado, com alguma dificuldade técnica ou se há algo que está impedindo o seu bom desempenho.

Se o problema for relacionado a questões técnicas, por exemplo, você pode enviá-lo para um treinamento com a franqueadora ou pode acompanhar os seus atendimentos mais de perto para corrigi-los quando necessário.

O treinamento da equipe, portanto, não deve se restringir aos colaboradores. Como empreendedor você também faz parte do time e deve estar tão bem — ou até mais — treinado quanto os demais.

4. Busque o apoio da franqueadora sempre que precisar

A opção por abrir uma franquia prevê que o seu trabalho deve ser feito em conjunto com a franqueadora. Portanto, é um erro grande querer fazer tudo sozinho. Tenha em mente que você tem um negócio, mas ele tem a vantagem de contar com o suporte do franchising.

Esse é, ainda, um dos pontos mais benéficos e relevantes quando falamos sobre as franquias. Aproveite as oportunidades que você tem e conte com o apoio da franqueadora sempre que precisar.

Isso aumenta as suas chances de sucesso e estreita o relacionamento com a marca, porque ela percebe o seu comprometimento e o seu desejo de fazer o melhor.

Porém, tenha em mente que a administração do negócio é a sua responsabilidade. Isso significa que a franqueadora pode — e vai — ajudá-lo sempre que necessário, mas quem deve “pôr a mão na massa” é você, desde que as obrigações sejam respeitadas.

Tenha o cuidado de manter os padrões definidos pela franqueadora. Essa é uma vantagem que você possui. Afinal de contas, se montasse um negócio do 0, teria que criar todos esses elementos, mas você já os recebeu prontos, e os clientes esperam que você cumpra-os.

Reunindo o conhecimento de mercado da franquia e a sua experiência como empreendedor, o resultado é o enriquecimento do negócio e a superação de desafios. Ao mesmo tempo, a unidade se destaca positivamente e obtém melhores resultados.

Com o tempo, você também vai perceber os diferentes desafios inerentes ao negócio. A franqueadora oferece um bom suporte nesse momento, especialmente porque faz uma análise de mercado e entrega as previsões para os franqueados.

Porém, o comportamento dos consumidores pode ser diferente do esperado — e isso impacta a sua unidade positiva ou negativamente. Nesses momentos, o suporte da franqueadora é ainda mais útil, porque as ações passam a ter mais efetividade e você consegue ultrapassar os obstáculos de maneira mais simples e sem tantos percalços.

Atente-se aos seus direitos e aos seus deveres

A relação do franchising exige que franqueadora e franqueado colaborem entre si para que as chances de sucesso sejam maiores. A dúvida é: com o que você pode contar com a franqueadora e quais são as suas obrigações?

Cabe à marca executar as seguintes atividades:

  • autorizar o uso do nome e da marca;

  • repassar a metodologia de trabalho;

  • repassar o know-how adquirido.

A transmissão do conhecimento começa logo no início, quando o franqueado decide abrir a sua unidade. O know-how é repassado pela formação inicial e pelos manuais. Porém, esse suporte não para por aí.

A marca deve fornecer apoio contínuo e fazer a supervisão necessária para garantir que todos os franqueados estão executando suas obrigações da melhor maneira possível. Sempre que algo estranho for identificado, a franqueadora tem o direito e o dever de verificar a necessidade de apoio para evitar que o negócio feche e o empreendedor falhe na sua empreitada.

Por sua vez, o franqueado também tem as suas responsabilidades. Ele deve seguir o que a marca especifica e pedir apoio quando precisar. Voltamos a lembrar que a transparência é essencial nessa relação. Somente assim ela poderá ser de longo prazo.

5. Seja comprometido e organizado para ter sucesso como franqueado

O sucesso da sua unidade franqueada depende diretamente do seu comprometimento. O segmento de franchising já possui toda uma estrutura que favorece os resultados positivos. Porém, você, como empreendedor, deve ter uma postura proativa e empregar todo o seu esforço para ter êxito.

O comprometimento também é um elemento necessário para a motivação da equipe. Quando você age dessa forma, torna-se mais inspirador e incentiva os colaboradores a atuarem com mais eficiência e a realizarem suas atividades com mais eficácia. Ou seja, eles têm o máximo desempenho utilizando o mínimo de recursos.

Outro ponto importante para o comprometimento é a impossibilidade de você realizar modificações relevantes. O sistema de franchising prevê que a sua rede de franqueados deve seguir padrões. Alterações, quaisquer que elas sejam (estruturais e de atendimento, por exemplo), são proibidas.

O que você pode fazer sem problemas é identificar as necessidades do público e/ou ter ideias inovadoras. A partir disso, você pode conversar com a marca e mostrar os benefícios das práticas que pretende implantar.

Se elas forem aceitas, o resultado é positivo; se forem negadas, você, pelo menos, fez a sua parte e tem a possibilidade de estreitar o seu relacionamento com a franquia.

É importante reforçar que o comprometimento deve estar presente desde o 1º momento, ainda na seleção da franquia. O empreendedor deve ter essa característica, porque ela aumenta significativamente as suas chances de sucesso.

Afinal de contas, assim você consegue escolher a marca mais adequada ao seu estilo, aos seus valores e aos seus princípios. Na prática diária, o comprometimento ajuda a trabalhar várias horas por dia (algo necessário a qualquer empreendedor) e ainda permite que todas as obrigações sejam cumpridas, desde as administrativas até aquelas que preveem a satisfação do consumidor.

Organize-se

A organização é outro pilar do franqueado de sucesso. Ela deve estar aliada ao comprometimento e ser relativa a todos os detalhes do seu negócio.

Isso significa que a organização deve estar presente desde a colocação dos produtos na prateleira até o armazenamento dos documentos necessários. Ela passa todos esses detalhes, seja por obrigação da franqueadora, seja por exigência legal ou por necessidade intrínseca ao trabalho.

Ainda não entendeu muito bem? A questão é bastante simples: a marca exige que uma série de questões sejam cumpridas, e a organização da prateleira é uma delas. Você precisa ter os produtos bem-dispostos para chamar a atenção dos consumidores e atraí-los para a sua unidade.

Em relação à exigência legal, você precisa ter em mente que, apesar de ser um franqueado, o seu negócio é jurídica e tributariamente separado da franquia. Isso significa que as questões tributárias, fiscais e da legislação devem ser cuidadas por você.

Um exemplo é o armazenamento de documentos fiscais. Eles devem ser guardados pelo prazo mínimo de 5 anos. É você quem tem que fazer isso, sob pena de ser multado ao sofrer uma fiscalização da Receita Federal.

Uma ideia para ter maior organização com os arquivos é contar com a ajuda da tecnologia. Um software de gestão financeira permitirá que os seus arquivos sejam armazenados com segurança e ainda trará mais eficiência nas operações diárias do fluxo de caixa.

Outro benefício conquistado com esse sistema é fazer a conciliação de cartões de crédito e de débito e bancos. Assim você consegue registrar melhor as suas movimentações financeiras, ter uma visualização clara das contas a pagar e gerar relatórios importantes, como a Demonstração de Resultados do Exercício (DRE).

Esse software também ajuda a simplificar as operações diárias da sua unidade. Com isso você se mantém mais organizado e consegue gerir o seu negócio com mais eficiência.

Lembre-se de que o seu negócio é uma franquia

A gestão de uma unidade franqueada é diferente de um investimento tradicional. Você deve estar atento a todos os detalhes. Por isso, deixar para passar no local apenas 1 vez por semana é inaceitável.

Apostar nesse segmento de mercado é muito diferente de fazer qualquer outro tipo de investimento. Para ter sucesso, você precisa ter dedicação e estar presente no dia a dia para assegurar que as operações estão sendo realizadas adequadamente e que as exigências da franqueadora estão sendo cumpridas.

A ideia é que você acompanhe o desempenho dos seus colaboradores, analise e compreenda quais são as necessidades do público-alvo e da própria franqueadora e ofereça uma experiência única de consumo ao cliente.

Seguindo essas recomendações, você vai alcançar o sucesso. Esteja certo de que tudo depende de você e do relacionamento que terá com a franqueadora. Portanto, aja de acordo com as regras, esteja comprometido e organize a sua rotina.

Conte com o apoio da franqueadora e da tecnologia nesse processo. Isso fará você tomar decisões mais acertadas e que vão levá-lo a um caminho recheado de resultados positivos.

Agora você já sabe o que precisa fazer para ser um franqueado de sucesso, não é mesmo? Aproveite as dicas que repassamos e coloque-as em prática a partir de agora! Para complementar, assine a nossa newsletter e tenha acesso a mais conteúdos relevantes para a sua unidade franqueada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *